Pages

26 de março de 2010

O Efeito Da Fúria (2008)

Um filme de Rowan Woods com Dakota Fanning, Kate Beckinsale, Forest Whitaker e Guy Pearce.
É um filme difícil e confuso, pra a moral chegar precisa ter paciência e uma mente bem aberta. Eu ainda não entendi tudo que o filme quis passar e um monte de coisas que parecem ser feitas por algumas razão não estão se encaixando, então esse filme tem realmente duas alternativas: ou é um filme muito inteligente ou é um filme que, numa tentativa falha de ser inteligente acabou ficando confuso.
Após um massacre em um restaurante em Los Angeles, os 4 sobreviventes começam a agir em direções contrárias de suas vidas atuais. Anne Hagen (Dakota Fanning), uma menina que não frequentava a Igreja há tempos vira uma cristã fervorosa que não perde uma oportunidade de se ajoelhar e rezar. Jimmy Jasperson (Josh Hutcherson), um garoto alegre e vivo, virou uma pessoa que vive em silêncio constante, quase um estado vegetativo. Charlie Archenault (Forest Whitaker) deixou para trás todos os seus cuidados com a saúde e dinheiro e entrou numa vida de sorte e apostas. Carla Davenport (Kate Beckinsale), uma mãe cuidadosa e preocupada, para de se preocupar com o filho para viver uma vida em busca de amor e sexo.
Uma boa história, embora tenha aquele que de confuso. O começo segue bem, e eu gostei da ideia do filme de mostrar as cenas do acidente em partes, até o fim. As partes do restaurante foram bem filmadas. A parte do hospital já foi perdendo um pouco a mágica, mas tenho de dizer que uma das melhores frases que eu já ouvi em filmes está nesse filme: quando Kate Beckinsale está sendo consultada e recebe o papelzinho sobre traumas, ela fala "Espera um pouco, vocês já tinham isso pronto para o caso de um dia isso acontecer?". Mas do hospital em diante, o filme vai se arruinando na minha frente. No fim, ele faz a última tentativa de ser ou parecer inteligente, que não funcionou pra mim, pois o deixou mais confuso ainda.
A atuação funcionou para alguns e não para outros. Josh Hutcherson não conseguiu me convencer e, embora Kate Beckinsale tenha me impressionado no início, sua atuação começou a cair desde que virou uma mulher promíscua. Agora Forest Whitaker, esse merece ser ovacionado de pé pela sua atuação, magnífica fica atrás dele. Dakota Fanning teve um atuação acima do mediano, não foi boa como a de Forest Whitaker, mas conseguiu me convencer por boa parte do filme. Dos outros atores, também acho que Guy Pearce teve uma atuação como Dakota Fanning, boa na maior parte do filme. A fotografia começou bonita, e eu percebi que ela só era bonita na parte do restaurante, quando o caos se espalha e está tudo derrubado. Os figurinos e a maquiagem ficaram bem bem, nada mais que isso.
O filme conseguiu me deixar boquiaberto durante boa parte dele, depois disso o tempo não passou mais. Além do mais, me deixaram bastante confuso por terem ou uma moral bem complexa e inteligente, ou algo que se finge de moral e se paga de inteligente para confundir as pessoas.
NOTA: 5

Um comentário:

Fort-Mol Ltda disse...

Oi
Parei metade do filme, exatamente na parte que o Forest Whitaker é atingido com uma pedra dos agiotas, não entendi mas quero entender.
E é filme confuso, inteligente e confuso.